Zika Vírus aumenta a transmissão para 34 países

O Zika Vírus se expandiu para países além das Américas, atingindo um total de 34 países.

Zika Vírus se expandiu para países além das Américas

Segundo a Organização Mundial da Saúde sabe-se que o vírus foi encontrado no Pacífico, Índico e inclusive alguns lugares da África. Existem regiões com suspeita de circulação do vírus, mas nada confirmado e outros considerados casos importados da doença.
A Organização Mundial da Saúde divulgou um relatório na semana passada com especificações da circulação do vírus pelo mundo. A confirmação é de que o patógeno se encontre atualmente em 34 países, sendo que a maior parte se situa na América Latina e Caribe. A transmissão em alguns locais deixou de ser casos importados e passaram a ser de contaminação interna como na Tailândia.

Além dos países que confirmaram a presença do vírus alguns estão sob suspeita como Filipinas, Malásia, Fiji, Indonésia e Gabão.  Algumas informações novas trazidas pela OMS    constatam que entre 2007 e 2014, antes do aumento dos casos de Pandemia na América Latina, foram encontrados casos de Zika Vírus em cinco arquipélagos do pacífico.
Um dos fatores que mais preocupam as autoridades regionais são os casos de Zika Vírus não autóctones, ou seja, aqueles casos de pessoas que exportam o vírus de um país para outro, 14 casos são de desembarque em países de clima temperado, desses 10 são apenas na Europa.

O que é o zika vírus?

O Zika Vírus é uma infecção transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Diferente do que muitos pensam, o vírus não é recente. O primeiro caso de aparição do vírus relatado foi em 1947 em macacos da Floresta Zika, na Uganda, daí o nome do vírus. Por mais que em 147 já se há relatos, foi apenas em 1954 que apareceram evidências em humanos na Nigéria. No Brasil, o vírus chegou apenas em 2015 com relatos no Rio Grande do Norte e na Bahia.

Sintomas

Os sintomas do Zika Vírus são bem parecidos com a dengue, o que faz com que muitas pessoas fiquem em dúvida sobre com qual doença possa estar contaminado. Porém, existem algumas diferenças que definem o tipo de doença. Os sintomas que são os mesmos da dengue são: febre, dor nas articulações e dor muscular. Já os sintomas exclusivos do Zika Vírus podem ser dor de cabeça, erupções cutâneas, dor abdominal, diarreia, constipação, conjuntivite e pequenas úlceras na mucosa oral.

Cuidados e Prevenção

A melhor forma ainda é prevenir a infecção. Como a maioria do contágio ainda se dá pela picada do mosquito, o ideal é aplicar repelentes em creme ou spray nas áreas expostas da pele (braços, pernas, pés) respeitando o horário de reaplicação dos mesmos. Evite passar nas áreas próximas aos olhos, nariz e boca.
Outra medida eficaz é a instalação de telas nas janelas para impedir a entrada dos mosquitos e manter as portas e janelas fechadas principalmente em horários no início da manhã e final da tarde que são os horários preferidos de circulação dos mosquitos. Mantenha os ambientes refrigerados com ar condicionado e mantenha o corpo o mais coberto possível com roupas compridas. Algumas pesquisas relatam que o Zika Vírus pode ser transmitido pela pessoa infectada através da relação sexual, por isso, sempre importante usar preservativos.

Tratamento

Até a atualidade sabemos que não há tratamento ainda para a doença e nem vacinas ou medicamentos para prevenção. Na verdade, o que existem são medicamentos prescritos pelos médicos que podem ajudar a amenizar sintomas, como a febre, por exemplo. Os casos de Zika Vírus costumam se auto-resolver em uma semana e costumam ser mais brandos do que os casos de dengue que ainda são mais intensos.
Uma das recomendações dos especialistas é a ingestão de comprimidos anti-inflamatórios e analgésicos. Alguns medicamentos à base de aspirina não são recomendamos, pois podem piorar o quadro causando sangramento. Nunca uma pessoa deve se auto-medicar e, em caso de suspeita, de Zika Vírus ou dengue, em surgimento de quaisquer um dos sintomas relatados deve-se procurar um médico urgentemente.

Deixe um comentário