Você Pode Tomar a Vacina Conta a Febre Amarela?

vacina contra a febre amarela

A epidemia de casas de febre amarela tomou consta dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, embora a situação pareça ser preocupante o governo alerta que não há motivos para pânico, contudo a orientação parece não ter feito efeito para a população que lotaram as Unidades Básicas de Saúde em busca de imunização.

Os cuidados com a saúde é uma fator que causa muita polemica, por conta da falta de informação ou até mesmo pela falta de acesso as informações relevantes.  Muita gente acabou enfrentando filas numerosas sem mesmo saber se deve ou não tomar a vacina contra a febre amarela.

Para amenizar esse impacto negativo vamos relacionar os casos em que não se pode tomar a vacina contra a febre amarela, leia com atenção e evite filas:

As Crianças[ads1]

A vacina contra a febre amarela é indicada para crianças acima de 2 anos de idade, desde que estas não apresentem outras patologias contraindicadas ao uso do medicamento.

Já os bebes a partir de 9 meses podem tomar a dose cheia e ficar imune por toda a vida, sem a necessidade de fazer o reforço. Aqueles que ainda não completaram 9 meses não devem tomar.

As crianças que não receberam nenhuma dose, não podem tomar esta vacina juntamente com a tríplice viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola) muito menos juntos com a tetra viral que inclui além das doenças citadas a varicela. É necessário aguardar no mínimo 30 dias para tomar a dose.

Doenças cardiovasculares

Pacientes que apresentam algum tipo de doença do coração, precisam ser avaliados pelo cardiologista antes de se submeter a vacina, afim de que se certifique que a doença está numa fase de total controle.

Doenças renais[ads2]

A recomendação feita pela Sociedade Brasileira de Nefrologia é que pessoas que possuem doenças renais, e isso inclui os que estão em diálise, também precisam avaliar a necessidade e o grau de risco de infecção na região onde mora.

Grávidas ou Lactantes

As gestantes só devem tomar a vacina após uma avaliação do seu médico, pois o vírus que contém na vacina pode atingir o bebê. Mesmo estas grávidas morem em área consideradas de risco o ideal é não tomar a vacina.

Nestes caso é preciso usar repelentes e roupas que cubram a maior parte do corpo.

Já quem está amamentando só deve tomar caso esteja em uma área com alto risco de contrair a doença ou se for viajar para uma destas áreas. E se tomar deverá suspender a amamentação por 10 dias.

Transplantados ou doadores

Se o paciente passou por algum transplante não deve tomar a vacina, pois a vacina é feita com microrganismos vivos. Essas pessoas costumam ter o sistema imunológico um pouco mais fraco e isso gera maior risco de reação. O correto é ser vacinado antes do transplante.

Os doadores de sangue ou outros órgão também precisam tomar a vacina antes de realizar a doação e aguardar no mínimo 30 dias antes de fazer a doação

Idosos com mais de 60 anos[ads1]

Por conta da baixa imunidade as pessoas acima de 60 anos acabam ficando mais expostas aos efeitos colaterais da vacina, portanto recomenda-se não tomar. É preciso considerar o risco x beneficio

Pessoas com baixa imunidade

Pessoas de qualquer idade mais que tem baixa imunidade não podem tomar a vacina, pois assim como os idosos podem desenvolver com maior facilidade um efeito colateral, mas se a imunidade está normal, não há riscos. Portadores de doenças graves (Câncer, HIV, Lúpus entre outras) também devem evitar a medicação.

Usuários de corticoide

Os corticoides são medicamento feitos a partir de um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais. Eles possuem o anti-inflamatório e são usados no tratamento de doenças como asma, alergias, lúpus, reumatismo e artrite, que alteram a função imunológica diminuindo a imunidade, por isso esses paciente tendem a ser mais suscetíveis aos efeitos colaterais da vacina.

Alérgicos a ovo e gelatina bovina

Os alérgicos a ovo podem tomar a vacina, desde de que não haja nenhuma reação grave recomenda-se estar na presença de um médico e fazer observação durante meia hora. Isso porque a vacina é cultivada em ovos embrionados de galinha.[ads2]