Saiba como regular o intestino e ficar com a regular o intestino

Todo mundo sabe que aquela barriga inchada não é nada legal. Além de causar desconforto, deixa você com uma falsa aparência de ter uns quilinhos a mais.

Pior do que um inconveniente estético, a constipação pode se tornar um grave problema de saúde, levando a diversas complicações.

Pensando nisso, elaboramos uma lista com super dicas que te ajudarão a regular o intestino e ficar com a barriga sequinha.

Dica 1 – Adicione muitas fibras ao seu cardápio

As fibras estão presentes nas sementes, cereais, frutas e vegetais e são essenciais para manter o transporte do bolo fecal no tudo digestivo, isso acontece por conta da sua ação no peristaltismo, que é o movimento involuntário dos órgãos e ajudam a eliminar as fezes.

Além disso, as fibras aumentam o volume das fezes e levam consigo água, deixando-as mais pastosas e de mais fácil eliminação.

As fibras têm ação, ainda, na nossa saciedade, pois ela forma um gel no estômago e libera energia gradualmente para o organismo. Por isso, as fibras são alimentos essenciais para emagrecer rápido e de forma saudável.

Dica 2 – Beba água

De que adiantaria comer cereais, sementes, frutas e verduras sem ingerir água? Nada. Então, procure se policiar constantemente e hidrate-se.

Se você tem dificuldade em lembrar de beber água, vale instalar um aplicativo que lhe lembre disso. Assim, você garantirá a sua cota diária de líquidos.

Dica 3 – Tome iogurte

Por vezes, nossa alimentação ou o uso de alguns medicamentos acabam desregulando a microbiota intestinal ou flora intestinal, que são microrganismos que vivem em nosso intestino e, consequentemente, isso irá influenciar na sua atividade normal.

Alguns alimentos contêm bactérias benéficas para a microbiota intestinal. Esses alimentos são conhecidos como probióticos e são muito importantes para restaurar e manter o bom funcionamento do intestino.

Exemplos destes, são iogurtes, leite fermentado do tipo actmel ou Yakult e iogurte de kefir. Além disso, os probióticos podem ser encontrados em cápsulas e em pó.

Dica 4 – Evite o consumo de industrializados

Esses produtos alimentícios contêm substâncias tóxicas para o intestino e, além disso, agridem a microbiota intestinal, levando a complicações.

Outros alimentos, como chocolate, bebida alcoólica, açúcar refinado, doces, fast food e similares são altamente constipantes e aumentam a produção de gases, causando desconforto e inchaço indesejado.

Dica 5 – Não abuse de laxantes

Em muitos casos, quando a pessoa não vai ao banheiro há alguns dias, sua primeira reação é fazer uso do laxante. Saiba que isso não é o mais recomendado.

Primeiro, a automedicação é sempre um risco e o seu problema de constipação pode não ser resolvido com laxante. Um exemplo disso é quando a pessoa tem uma grande dificuldade em eliminar as fezes por estas serem grossas, se essa pessoa ingerir o laxante o resultado poderá ser bastante desconfortável e perigoso.

E, segundo, o intestino pode ficar acostumado com o estímulo do laxante e deixar de dar uma resposta natural para a eliminação das fezes. Com isso, chegará um dia que de tão “preguiçoso” o intestino não responderá, mesmo com altas doses de laxante.

Portanto, tenha bastante cuidado com o uso destes medicamentos e lembre-se que uma alimentação saudável sempre será a melhor opção.

karen.passos

Acadêmica do 4º período de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão. Formada em Gestão Ambiental pela Faculdade Santa Teresinha. Adora ler e escrever.

You may also like...

Deixe uma resposta