O Dízimo que enriquece!

É sempre bom realizar sonhos, mesmo os mais impossíveis!

Trocar o carro, fazer aquela reforma na casa, ou ainda viajar por lugares lindos, comprar roupas novas, investir no seu futuro. Esses são alguns sonhos que diferentes pessoas desejam realizar, outros porém, gostariam de ter dinheiro para dar adeus à posição de empregado e passar a comandar sua vida pessoal e profissional. Seja qual for o seu sonho, uma coisa é certa, você necessita de DINHEIRO.

 

Existem três maneiras de conquistar um objetivo que necessite de investimento financeiro: Ter Dinheiro, Pedir Dinheiro ou Ser Dizimista. Daí você deve estar pensando que vou falar do dizimo ou mesmo de religião. Mas tenha calma, pois não vamos discutir dogmas religiosos. Na realidade a primeira opção “Ter Dinheiro” e a terceira “Ser Dizimista” tem grande relação, na realidade uma completa a outra.

Se você deseja muito fazer alvo e não pode ou simplesmente não deseja pedir dinheiro emprestado (devido os juros e altas taxas), o ideal é que você já disponha de um capital ou mesmo de parte dele. Todavia, em meio à crise financeira que nosso país vem enfrentando, é complicado dispor de economias. São tantas contas a pagar, a inflação aumenta a cada dia e em meio às promessas de conter a crise, os cidadãos brasileiros se veem em um mar tempestuoso em que ondas vorazes de juros os afogam.

Dízimo Pessoal

Ter o auto controle em seu consumo mensal deve ser o principio para uma satisfação futura.

Você trabalha, você se cansa, fica estressado, doente, pega condução lotada, recebe críticas do chefe e tantos outros problemas que você enfrenta para receber o salário e ainda passa na frente “daquela” loja e vê “aquela” sandália ou “aquela” camisa e não tem dinheiro para comprar, pois se comprar vai deixar de pagar alguma conta. Então nada mais justo que você reservar o seu “dízimo pessoal”. Talvez você pense: “Mas, meu dinheiro nunca sobra. Não tenho como economizar dinheiro. São tantas contas…”.

Uma poupança forçado

Trabalhadores poupam durante uma vida de trabalho formal,  após dez anos de trabalho com carteira registrada o cidadão ja poupou o equivalente a um salário por anos mais os seus resíduos,  ao findar o seu contrato de trabalho o trabalhador recebe seus documentos rescisórios procura um posto de atendimento necessário para sacar seus DEZ anos de depósito mensal.

Falar que esta é  a única forma de se poupar, é um enganado, dizer que o salário não é o suficiente para guardar  uma pequena quantia de dinheiro em sua conta bancária, é outro erro.

Se uma pessoa que ganha R$1.500,00 paga R$400,00 de aluguel, recebe cesta básica,  vale refeição, convênio médico e vale transporte. Este é o básico oferecido pelas empresas.

Este cidadão tem que ter no mínimo R$150,00 para adicionar à sua conta bancária mensalmente

Se isso não for possível tem algo errado e é melhor procurar uma ajuda de um especialista e no extremo ajuda psicológica que poderá está sofrendo de algum distúrbio de consumo COMPULSIVO.

Organização Financeira

Uma palavra define a conquista de uma nova realidade econômica e esta palavra se chama:ORGANIZAÇÃO. Para ser mais objetivo, organização financeira. Você sabe que recebe “X” e sabe também quais contas tem a pagar. Faça uma planilha e antes de qualquer coisa, retire seus 10% e faça um depósito, de preferência em uma poupança, dê um nome para esta conta poupança e só use aquele dinheiro quando conseguir juntar o montante desejado para realizar seu objetivo, os outros 90% você vai utilizar para pagar contas, comprar itens de extrema necessidade e o que sobrar você vai deixar para, por exemplo, ir ao Shopping no fim de semana ou sair com os amigos para o barzinho.

Se você recebe um salário de R$1500,00 reais por mês, você vai retirar todo mês o dízimo pessoal no valor de  R$150,00 reais e guardar na poupança que é um investimento seguro, apesar do baixo rendimento. Guarde o comprovante dos depósitos em uma pasta específica e faça uma planilha simples com a data desse depósito, escolha uma data fixa e deposite sempre nessa mesma data, pois a poupança tem aniversário. De modo que se você deposita R$150,00 reais no dia 15 do mês em curso, então o aniversário desse depósito vai ocorrer no dia 15 do próximo mês, e cada dia 15 esse depósito terá um rendimento aproximado de 0,6469%, passando a ser R$150,97. Após 1 ano de depósito mensal no valor de R$150,00 você terá acumulado R$2.027,08.

Imagine esses 10% sendo depositado todo mês ao longo de 5 ou 10 anos?

Através do dízimo pessoal você terá dinheiro reservado para eventuais necessidades ou mesmo para realizar seus sonhos. Se você não tem conta poupança para fazer tal economia, então abra sua conta poupança. Veja como abrir sua conta poupança pela internet.

 

 

Deixe uma resposta