Maristela Temer diz que reforma foi realizada com empréstimos

 

Maristela Temer, uma das filhas do presidente Michel Temer depôs na Polícia Federal nesta quinta-feira (03) e afirmou que a reforma da sua casa foi realizada com dinheiro emprestado com instituições financeiras, além de um valor doado por sua mãe.

A reforma da casa de Maristela, ocorrida em 2014, está em investigação pela Polícia Federal. A suspeita é que Temer tenha feito lavagem de dinheiro de propina realizando a reforma de imóveis familiares e também em transações imobiliárias colocadas em nome de terceiros na tentativa de não declarar bens.

A filha do presidente informou que não usou dinheiro do pai na reforma, contudo também não apresentou comprovantes de que os valores teriam sido emprestado.

Maristela admitiu que que a esposa do coronel João Baptista Lima, Maria Rita Fratezi, realizou alguns pagamentos para seus fornecedores, mas que os recursos não vieram de seu pai.

De acordo com as investigações o coronel Lima é apontado como o intermediador de Temer para recebimento de propina. Um dos fornecedores afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que recebeu o pagamento das mãos de Maria Rita em dinheiro. No entanto o advogado de Maristela afirmou que o gesto foi um auxílio por conhecer a filha de Temer desde criança.

Para os investigadores o custo da obra está estimado em R$ 1,5 milhões e passou a ser alvo da investigação depois que a polícia encontrou na casa do coronel recibo emitido pelos fornecedores.

Os depoimentos e ações fazem parte do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal que apura o pagamento de propina pelas empresas do setor portuário.

[ads1]

 

 

Marcações:

Deixe uma resposta