Mãe de PM assassinado no Rio passa mal e morre após reconhecer corpo de filho

A mãe do policial militar Douglas Fontes Calute, morto durante uma tentativa de assalto na madrugada de hoje (7), morreu depois de reconhecer o corpo do filho.

A mãe do policial militar Douglas Fontes Calute, morto durante uma tentativa de assalto na madrugada de hoje (7), morreu depois de reconhecer o corpo do filho.

Maria José Fontes passou logo após realizar o reconhecimento do filho. Ela foi socorrida e levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Sarapui, mas não resistiu e entrou óbito pouco tempo depois.

Já o policial militar que era lotado no 15º BPM, foi assassinado durante uma tentativa de assalto na cidade de Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

O militar estava de folga e trafegava pela avenida Rio Branco quando seu carro foi cercado por indivíduos armados.

O sargento que tinha 35 anos foi baleado e morreu ainda no local. Ele tinha um filho de 8 anos e uma menina de 5.

Calute foi o 54º morto em situação de violência na cidade do Rio de Janeiro somente neste ano.  Nesta mesma semana o subtenente Edemilson de Oliveira, 60, também foi vítima de uma tentativa de assalto. O crime ocorreu na terça-feira (5).

O PM Edemilson, policial da reserva, também teve seu carro cercado quando trafegava pela avenida Júlio de Amorim Pereira, no bairro Higienópolis em Nova Iguaçu na baixa fluminense. Ele foi atingido quando reagiu ao assalto, chegando a ser socorrido, mas não resistiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *