Gmail lança ferramenta “block” para você poder silenciar emails indesejados

gmail_block

Sabe aquela tia que só usa o e-mail para enviar aquelas correntes chatas e mensagens de power point que você pensou terem ficado para trás nos anos 90? Agora você tem uma forma muito fácil de bloquear não só os emails dela, mas qualquer outro que você queria.

 

 

 

gmail-bloqueio

Ao invés de reportar como spam, o que não seria lá muito legal, você agora pode bloquear o remetente e, quando quiser, pode retirar o bloqueio o voltar a receber os emails dele normalmente. O anúncio foi feito nesta terça feira no blog oficial do Gmail. A função já está diponível na versão web do Gmail, e na próxima semana estará também disponível no aplicativo Android.

Além disso, será disponibilizada também uma ferramenta de “unsubscribe”, que vai facilitar sua vida para sair daquelas newsletters que você se cadastrou há muito tempo e não lê mais.

gmail-unsubscribe

O Gmail sempre permitiu que fossem criados filtros para bloquear emails, mas essa não era uma tarefa tão simples e prática de ser feita. Agora, com essas novidades, filtrar remetentes indesejados vai estar há apenas um clique de distância.

Como funciona

Na versão web, a opção de bloquear remetente está “escondida” no menu ao lado do botão encaminhar. Provavelmente não é o lugar onde alguém iria procurar essa função, mas creio que tenha sido colocado ali como parte do botão “mais” da barra de ferramentas do Gmail.

gmail-block

Ainda não é uma solução perfeita. Em um mundo perfeito, onde todos os filtros do seu email fosse feitos por inteligência artificial, ou algo do tipo, você só veria na sua caixa de entrada o que realmente te interesa, como foi a promessa da ferramenta Inbox, que foi lançada há alguns meses. Mas, pelo menos já é mais um passo para facilitar sua vida ao usar seu email.

Inbox

inbox-gmail

Quando lançada, a ferramenta Inbox para Gmail prometia ser uma revolução em como lemos nossos emails, organizando melhor as informações e exibindo em destaque as informações que realmente interessam. Mas, no fim das contas não foi algo assim tão revolucionário. Mas, parece que estamos no caminho para uma forma mais inteligente de gerenciar os emails.

You may also like...

Deixe uma resposta