Glúten. Mocinho ou vilão?

Presente em alimentos como trigo, cevada e o centeio, o glúten é tido como o principal vilão para o acúmulo de gordura no corpo. Mas será que ele merece toda essa má fama? Trouxemos algumas perguntas para tirar essas dúvidas.

  • Mas o que é o glúten?

Glúten é uma proteína que sempre esteve presente em cereais, como trigo (e os alimentos feitos com trigo, como pães, bolos e outros), o centeio e a cevada e seus derivados. Essa proteína confere elasticidade às massas e é o que faz o pão crescer. É importante lembrar que o glúten não foi criado pela indústria alimentícia (como é o caso da gordura trans ou hidrogenada), mas que este sempre esteve presente em nossa alimentação.

  • O glúten pode causar algum mal à saúde?

Sim. A doença celíaca é um mal que atinge boa parte dos indivíduos, entre eles adultos e crianças, cerca de 1% da população mundial. Essas pessoas sofrem de sintomas como diarreia, vômitos, distensão abdominal e dor. O intestino dos celíacos não aceita muito bem essa proteína, pois ao atingir essa região o organismo aciona o sistema imunológico, causando uma resposta agressiva. Nessa briga, as vilosidades (estruturas intestinais responsáveis pela absorção dos nutrientes) são atacadas e inflamadas, o que acaba prejudicando a captação dos nutrientes para o organismo, sem falar no comprometimento do estado nutricional do indivíduo. Vale ressaltar que quem sofre desses sintomas ao ingerir glúten são somente os celíacos, se você tem alguns desses sintomas e não celíaco é recomendado procurar ajuda médica, pois pode ser alguma outra doença.

  • Glúten engorda?

Cortar o glúten da dieta emagrece sim, mas pense bem, o glúten é uma proteína presente nas principais fontes de carboidratos. Então, claro que se você deixar de consumir tais alimentos é óbvio que você irá emagrecer.

Se você começar a pensar que engordar ou emagrecer envolve inúmeros processos, não somente tirar ou introduzir um determinado alimento de sua dieta, será muito mais fácil atingir seus objetivos. Pois você começará a pensar no alimento como um fator entre inúmeros outros para diminuir o número da balança. Entre eles está a frequência e a quantidade da ingestão de determinados alimentos, os exercícios e, claro, o fator psicológico na sua vida.

  • Não sou celíaco. Posso retirar o glúten da dieta sem prescrição médica?

Não. Os alimentos ricos em glúten são também fontes de fibras, vitaminas e minerais, que são: aveia, gérmen de trigo, cereais integrais e diversos outros. Para os não celíacos esses alimentos melhoram o trânsito intestinal, promovem saciedade, fortalecem o sistema imunológico, controlam a glicemia e triglicérides. Portanto é realmente prejudicial a administração de uma dieta livre de glúten para uma pessoa que não tem doença celíaca.

Diante disso, fica claro que as dietas que promovem a completa retirada do glúten da alimentação são por puro modismo. E, claro, você deve levar em consideração inúmeros fatores para a perda de gordura de forma saudável e nada radical. Pois sua saúde deve, sempre, ficar em primeiro lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *