Aprovação da gestão Dória cai para 32% em pesquisa

Pesquisa mostrou que João Dória perdeu força na capital paulista; avaliação negativa dobrou desde início do ano

 

Pesquisa mostrou que João Dória perdeu força na capital paulista; avaliação negativa dobrou desde início do ano

Foto: Marivaldo Oliveira/Código 13/Folhapress
 

Pesquisa do DataFolha divulgada neste último domingo (8) mostra que Doria vem perdendo força em São Paulo. A aprovação de sua gestão, que era de 44% em fevereiro, caiu para 32% agora. Os que a avaliam como “ruim/péssimo” dobraram de 13% para 26%, no mesmo período.

 

Agora, 40% veem a gestão de Doria como “regular”. 2% não souberam responder. A pesquisa foi feita na capital paulista entre 4 e 5 de outubro com 1.092 pessoas. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

 

Entre os problemas apontados pelos entrevistados estão as constantes falhas nos semáforos da cidade. Para 50%, o sistema é ruim/péssimo.

 

candidatura à Presidência[ads1]

37% dos paulistanos acreditam que seu prefeito irá se candidatar como presidente nas próximas eleições. Apesar disso, 58% desejam que ele permaneça no comando da prefeitura até o fim do mandato.

 

Segundo o levantamento, 55% não votariam de jeito nenhum em João Doria para presidente. 45% creem que o melhor candidato tucano seria o governador Geraldo Alckmin. 31% preferem Doria.

 

viagens

A série de viagens que o tucano tem feito pelo país não foram bem aprovadas pelo paulistano. 49% acreditam que as peregrinações do prefeito pelo país têm causado mais prejuízo do que benefício à cidade, enquanto 35% aprovam.

 

77% enxergam benefício pessoal nas viagens do prefeito. 14% não veem dessa forma.

 

reações

A queda nos números de Doria era esperada por ele e sua equipe, mas os números foram maiores que o aguardado.

[ads2]

A avaliação de sua gestão na prefeitura em queda seria recompensada com as viagens pelo país, o que, segundo sua estratégia, lhe daria crescimento nas pesquisas para a presidência. Não foi o que aconteceu. O tucano permaneceu estagnado na disputa presidencial.

 

“Pesquisa é sempre uma referência. É importante respeitar pesquisa, e eu respeito”, disse o prefeito sobre os números.

 

O levantamento foi bem recebida pelo grupo político de Alckmin. O governador disputa uma “guerra fria” com o prefeito paulistano para ver quem será o presidenciável do PSDB em 2018. Os números mostram que a população da capital prefere Geraldo Alckmin a Doria, dando mais solidez à sua pré-candidatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *