Enem 2016 teve quase mais de 8,2 milhões de inscritos

O modelo de provas do Enem 2016 será semelhante ao do ano anterior

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se encerraram às 23h59 da última sexta-feira (20/05). E o número de candidatos que devem participar da prova ultrapassou os 8,2 milhões. É preciso ainda pagar o boleto ou obter isenção da taxa até a próxima quarta-feira (25/05) para poder confirmar a participação.

O valor da taxa de inscrição do Enem é R$ 68, um aumento de R$ 5 em relação à última edição. E o boleto pode ser quitado em qualquer agência bancária, agência de Correios ou casa lotérica. Até 2015, o pagamento só era possível pelo Banco do Brasil.

Número de inscritos no Enem é semelhante a 2015

Ainda não há o número final de inscritos, mas o balanço parcial do Enem 2016 mostra que a quantidade é próxima do total do último ano. Na edição de 2015, foram registradas 8,4 milhões de inscrições inicialmente. No entanto, apenas 7,7 milhões confirmaram com o pagamento da taxa ou pedido de isenção. E somente 5,7 milhões candidatos prestaram o exame.

Provas do Enem serão em novembro

O modelo de provas do Enem será semelhante ao do ano anterior. E, desta vez, o exame cairá nos dias 5 e 6 de novembro. No sábado, primeiro dia, a duração será de 4h30min e as questões serão ligadas às ciências humanas e da natureza. Já no domingo, o candidato terá 5h30min para responder perguntas de linguagens, matemática, códigos e suas tecnologias, além de escrever a redação.

Os participantes devem tomar cuidado para não se atrasar. Os portões abrem sempre às meio-dia e fecham às 13h. Tudo de acordo com o horário de Brasília. Portanto, é ideal se programar para não correr risco de ficar de fora. Esse é um problema muito comum. Milhares de estudantes não conseguem fazer a prova por atraso.

O horário de início das provas, tanto no sábado quanto no domingo, será às 13h30. Depois que acabarem os exames, basta esperar sair o gabarito oficial do Enem, que deverá ser divulgado até o dia 9 de novembro. No entanto, o resultado final não tem prazo ainda para ser apresentado.

Estudantes da rede pública podem ter isenção de taxa

Do total de inscritos no Enem 2016, apenas 2,2 milhões são referentes aos estudantes que devem se formar no ensino médio no fim do ano. Mas, se você está nesse grupo e for matriculado no ensino público, terá direito à isenção automática da taxa de inscrição.

Outros que também podem pedir para não pagar esse valor são os pertencentes a famílias de baixa renda. Basta declarar carência. No entanto, o processo precisa ser avaliado. Portanto, pode demorar um pouco para que o sistema avise se foi aceito cada caso.

Para evitar problemas com aqueles que pediram carência da taxa do Enem, as regras esse ano estão mudadas. Aqueles que tiveram isenção em 2015, mas, sem nenhuma justificativa, não compareceram à prova, serão obrigados a pagar em 2016, caso de inscrevam novamente.

Nota do Enem tem várias finalidades

Não é apenas para ingressar numa universidade pública que o Enem serve. As notas do exame podem ser usadas inclusive por maiores de 18 anos que queiram obter um diploma de ensino médio.

Se o estudante também for um candidato a bolsa de estudos pelo ProUni, precisará ter um bom resultado na prova. O mesmo vale para os que querem financiamento estudantil pelo Fies. Para os dois casos, o aluno precisará tirar mais de 450 pontos para passar.

O programa federal Ciência sem Fronteiras, que leva alunos para graduação sanduíche no exterior, exige que o participante tenha tido boas novas no Enem. Esse é inclusive um dos critério de seleção. A nota de corte para esses casos é de 600.

Portanto, o Enem é, hoje, um dos exames mais importantes do Brasil. É a chave para muitos conseguirem aquela vaga tão sonhada ou aquela oportunidade de intercâmbio com bolsa do governo.

 

Inscrição e isenção do ENEM 2015.

Dicas para mandar bem no ENEM 2015!

Deixe um comentário