Justiça determina que Dória reabra hotéis do projeto de Haddad na cracolândia

 

A Justiça de São Paulo determinou ao prefeito João Dória  que reabra dois hotéis localizada na região da cracolândia no centro da capital paulista. O local era usado para dependentes químicos, uma iniciativa que faz parte do programa  Braços Abertos, criado pelo prefeito Fernando Haddad.

[ads1]

Os hotéis abrigavam cerca de 80 usuários  e foram fechados nos meses de janeiro e fevereiro de 2018. a administração de Dória justificou a ação dizendo que os equipamentos não tinham condições estruturais para  serem habitados.

 

Para atender os beneficiários o  gestão atual  elaborou , por meio dos Núcleos Especializados de Cidadania e Direitos Humanos um atendimento para estes dependentes diretamente nos equipamentos sociais criados pela prefeitura. No entanto a iniciativa não agradou aos usuários que acabaram voltando para ruas da cracolândia.

 

A falta de  espaço foi o principal motivo de muitos moradores não terem aceitado a opção dada pela prefeitura, alguns deles tiveram que deixar pertences no hotel devido a limitação imposta pelo órgão.

 

Por conta dessa situação o juíz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública, determinou em uma liminar provisória  a reativação d dois espaços dando novamente direito aos dependentes de moradia no local, além de pedir a devolução dos pertences que estavam confiscados.

 

O programa estabelecido na gestão anterior garantia a moradia e as diárias eram pagas pela prefeitura, no entanto os beneficiários trabalhavam na varrição de ruas da região central de São Paulo.  Ainda assim a decisão não agradou a gestão atual.

 

Por meio de nota a prefeitura informou que irá recorrer na justiça sob a alegação de que os espaços não apresentam condições de moradia.

[ads1]

 

 

 

 

 

 

You may also like...

Deixe uma resposta