Caso Tríplex: Lula é condenado na operação Laja Jato

Caso Tríplex: Lula é condenado na operação Laja Jato

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva foi condenado em primeira instancia, pelo juiz Sergio Moro o responsável por dar a sentença nos processos da operação Lava Jato, pelo envolvimento na compra e reforma de do tríplex localizado na cidade do Guarujá no litoral paulista.

Lula terá que pagar pelos crime de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. A pena é de 9 anos e 6 meses de prisão. Além do ex-presidente mais dois réus foram condenados e quatro foram absolvidos no mesmo processo.[ads2]

A sentença foi dada no início da tarde desta quarta-feira (12) e se tornou o primeiro caso de condenação criminal sofrida por um ex-presidente, no entanto Lula terá o direito de recorrer da decisão em liberdade.

Para decidir pela condenação Sergio Moro afirmou que que a defesa de Lula teve conduta inapropriada o que demonstra uma tentativa de intimidar a justiça. Tal atitude poderia até mesmo fazer com que o juiz decretasse a prisão preventiva o petista.

Com a condenação Lula passa a ficar inelegível, ou seja, não poderá se candidatar a cargos políticos.

O ex presidente ainda teve uma vitória ao ser absolvido da acusação de lavagem de dinheiro por falta de prova material.

Veja um trecho da sentença

Por fim, registre-se que a presente condenação não traz a este julgador qualquer satisfação pessoal, pelo contrário. É de todo lamentável que um ex-Presidente da República seja condenado criminalmente, mas a causa disso são os crimes por ele praticados e a culpa não é da regular aplicação da lei. Prevalece, enfim, o ditado ‘não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você’ (uma adaptação livre de ‘be you never so high the law is above you’)”, escrita na sentença por Moro

Do montante da propina acertada no acerto de corrupção, cerca de R$ 2.252.472,00, consubstanciado na diferença entre o pago e o preço do apartamento triplex (R$ 1.147.770,00) e no custo das reformas (R$ 1.104.702,00), foram destinados como vantagem indevida ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Considerando a dimensão dos crimes e especialmente renda declarada de Luiz Inácio Lula da Silva (cerca de R$ 952.814,00 em lucros e dividendos recebidos da LILS Palestras só no ano de 2016), fixo o dia multa em cinco salários mínimos vigentes ao tempo do último ato criminoso que fixo em 12/2014″

Durante a leitura da sentença Sergio Moro afirmou haver provas documentadas cujo o presidente não apresentou resposta que pudesse descartá-las.

Condenações e Absolvições[ads2]

 

Veja abaixo a lista com o nome e a sentença dos réus envolvidos no caso do tríplex, que foram julgados junto com os ex-presidente

  • Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente: condenado a 9 anos e 6 meses de prisão, a pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex. Lula foi absolvido dos mesmos crimes no caso do armazenamento de bens.
  • Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS: condenado a 10 anos de 8 meses de prisão, pelo crime de corrupção ativa e lavagem de dinheiro no caso do triplex. Assim como Lula , Léo foi absolvido dos mesmo crimes no caso do armazenamento de bens.
  • Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da OAS: condenado a 6 anos de prisão pelo crime de corrupção ativa.
  • Paulo Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS: Absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.
  • Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula: Absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.
  • Fábio Hori Yonamine, ex-presidente da OAS Investimentos: Absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.
  • Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS: Absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.[ads1]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *