Criança nasce depois de 4 anos que os pais faleceram

Curiosidades: Criança nasce depois de 4 anos que pais faleceram

 

Nasceu em dezembro do ano passado (2017), na China um menino gerado por meio de uma barriga de aluguel. De acordo com a imprensa chinesa os pais do recém-nascido morreram em um acidente de carro, no ano de 2013. Embora o nascimento tenha ocorrido há bastante tempo, a notícia só veio a público neste ano, após o jornal The Beijing News publicar uma reportagem sobre assunto.

 

O nascimento se deu porque foram fecundados embriões que teriam sido guardados anteriormente, para atender um desejo do casal ter um filho por fertilização in vitro.

Após perderem os filhos os pais do casal entraram na justiça a fim de obter o direito de usar os embriões congelados e se tornarem avós e ainda realizar os sonhos dos filhos falecidos.

Como foi a gestação

 [ads1]

Na ocasião da morte dos pais do bebê, os embriões estavam armazenados em um hospital em Nanquim, o que causou uma trajetória de luta para os avós da criança. Quando conseguiram a liminar que os autorizava a utilizar os embriões, eles tiveram que enfrentar diversos problemas.

Essa foi a primeira vez que a corte chinesa teve que julgar um caso do tipo, pois além do direito de usarem o s embriões era necessário autorização para usá-lo numa barriga de aluguel.

Diante da decisão judicial o hospital que guardava os óvulos fecundados só permitiria a retirada se fosse comprovado que os embriões seriam armazenados em outro hospital, além da lei chinesa proibir a contratação de barriga de aluguel.

Mediante o impasse os avós do bebê decidiram levar os óvulos para serem gestados em outro país. Com intermédio de uma agência, eles encontraram um país chinês onde esse tipo de gestação é legalizada, mas as companhias aéreas se recusaram a transportar o recipiente que continha o material genético.

A forma encontrada era levar o material de carro e assim iniciou a gestação Mas, antes do nascimento surgiu outro problema, pois para ter nacionalidade chinesa e novas burocracias foram enfrentadas. Por fim os quatro avós tiveram que realizar exames de DNA para comprovar que o bebê era seu neto. E que os pais biológicos da criança, eram naturalmente cidadãos chineses.

 

Deixe um comentário