Alimentação na gravidez

Alimentação na gravidez

Gravidez. Uma etapa tão importante para a  mulher e tamanha a responsabilidade de cuidar de uma vida que se forma dentro do seu corpo, absorvendo tudo que você ingere. Absorve as frutas e verduras, mas também absorve o refrigerante, o salgadinho e o fast food.

Para que o bebê possa nascer bem, com o peso ideal e livre de doenças é extremamente importante que a gestante procure manter uma alimentação saudável e balanceada de acordo com o período gestacional. E nada de comer por dois, mas sim organizar porções adequadas com os diferentes tipos de macronutrientes, vitaminas e minerais.

A proporção de micronutrientes destinados ao feto dentro do corpo está diretamente relacionado à composição da dieta da gestante. Deficiências de algumas substâncias, como: magnésio, zinco, iodo, ácido fólico, ferro e cobre podem estar associados a episódios de parto prematuro, bebês com baixo peso e aborto.

Dessa forma, a dieta precisa ser variada com diversas vitaminas e minerais:

Vitamina C

Este micronutriente auxilia na absorção do ferro, participa na produção do colágeno (o que ajudará no fortalecimento e manutenção das membranas), está ativo na primeira linha de defesa antioxidante. Logo, a necessidade de vitamina C aumenta em 13% durante a gravidez. São exemplos de alimentos ricos em vitamina C: laranja, tangerina, morango e limão. Recomenda-se que se faça a ingestão rápida da fruta após o corte, pois esse micronutriente se oxida muito facilmente.

Ferro

O ferro participa de diversas ações que mantém o organismo em equilíbrio, como: o transporte de oxigênio, crescimento celular, produção de energia, síntese de neurotransmissores. A deficiência deste micronutriente pode causar anemia ferropriva e, se chegar na sua fase grave, pode acarretar em mortalidade perinatal e infecções. São alimentos ricos em ferro: fígado, grão-de-bico, beterraba, feijão, espinafre e couve. Vale ressaltar que as necessidades de ferro para a gestante são muito alta e somente com a dieta não é possível supri-la, portanto, deve-se fazer suplementação de ferro para atingir os níveis aceitáveis desse mineral no corpo.

Vitamina A

A vitamina A está envolvida em diversos processos fisiológicos do organismo humano, como a visão, a eficiência do sistema imune e no desenvolvimento e crescimento do feto. Alimentos como fígado, gema de ovo e peixes são excelentes fontes dessa vitamina. Além disso, algumas frutas que são ricas em carotenoides, como a cenoura, abóbora, manga e mamão são ótimas opções, pois essa substância se transforma em vitamina A no organismo.

Cálcio

O Cálcio é um mineral que participa ativamente na construção dos ossos e dentes, está envolvido no processo de contração muscular e na transmissão de impulsos nervosos. Na gestação as necessidades biológicas desse mineral são de 1300 mg por dia. Você pode encontrar cálcio em alimentos como o leite, iogurte, queijo, brócolis e amêndoas.

Uma alimentação bem distribuída é fundamental para a saúde da mãe e o bom crescimento filho. Por isso, é extremamente importante uma dieta equilibrada e saudável, a fim de atingir os níveis aceitáveis dos diversos macro e micronutrientes presentes nos alimentos. Além disso, recomenda-se exercícios leves para as gestantes, como caminhada, alongamentos, pilates e hidroginástica.