Abdominais a vácuo: tenha barriga de tanquinho até o verão

Eliminar a flacidez e aquelas gordurinhas localizadas do abdômen não é uma tarefa nada fácil. Mas muitos querem uma barriga sequinha e definida. Para os que desejam chegar ao verão de bem com o próprio corpo, estão em alta os chamados abdominais a vácuo ou hipopressivos.

E, embora leve esse nome, esse tipo de exercício não lembra em nada os abdominais tradicionais. A ideia é usar a respiração certa e a pressão para eliminar alguns centímetros de cintura, tonificar o abdômen e reduzir a gordura nessa região.

Pontos positivos dos abdominais a vácuo:

Abdominais a vácuo trazem diversos benefícios à saúde

Existem diversas vantagens em inserir os abdominais a vácuo na sua rotina de exercícios diários. Para ter resultados mais rápidos, o ideal é que você repita essas séries durante cerca de 20 minutos por dia, três vezes por semana.

Mas os benefícios vão bem mais além de perder medidas na parte da barriga, já que esse tipo de abdominal:

  • Melhora dores lombares;
  • Favorece uma postura melhor;
  • Valoriza o tronco, podendo aumentar alguns centímetros da sua altura;
  • Diminui medidas da cintura e da barriga;
  • Promove uma redução na circunferência abdominal;
  • Reduz a gordura na região do abdômen;
  • Deixa o abdômen mais tonificado e definido.

Entenda a técnica do abdominais a vácuo:

A base para o abdominal a vácuo é encolher a barriga o máximo que conseguir e prender a respiração. Assim, você se mantém nessa posição por alguns instantes e volta a inspirar e expirar normalmente logo depois.

No início, isso pode ser um pouco difícil. Mas, basta praticar bastante para perceber os benefícios dessa atividade, que consegue alcançar profundamente a sua musculatura abdominal. E é algo bem comum em aulas de ioga.

Se possível, procure o suporte de um fisioterapeuta, que pode te guiar melhor no início. Caso não tenha essa disponibilidade, tente seguir o seguinte passo a passo e se arriscar sozinho em casa:

1º passo: Respire fundo

Para começar, se mantenha em postura ereta e inspire profundamente pelo nariz soltando o ar pela boca, como forma de relaxar seu pulmão. Repita isso três vezes.

2º passo: Expulse o ar e prenda a respiração

Depois de expirar pela terceira vez, esvazie seus pulmões e prenda a respiração, chegando a um estado de apneia, sem ar.

3º passo: Contraia o abdômen

Sem ar nos pulmões, encolha a barriga o máximo que conseguir e se mantenha assim por um período em torno de dez segundos.

4º passo: Respire novamente e repita a operação

Para relaxar, respire normalmente três vezes. Depois, disso, faça a sequência toda novamente por, no mínimo, três vezes. Depois, mude de posição.

Dicas para realizar melhor seus abdominais a vácuo:

Alguns fatores contribuem para que você execute os exercícios de abdominais a vácuo de maneiro mais eficaz:

  • Atente à sua postura, mantendo a coluna ereta, mesmo sentado;
  • Controle a respiração corretamente;
  • Tente respirar pelo diafragma, expandindo suas costelas.

Para conseguir entender melhor como funcionam os abdominais a vácuo, existem diversos vídeos na Internet. Alguns dos mais explicativos estão em espanhol, mas podem ser facilmente compreendidos.

Acesse os links e tente imitá-los:

  • Gimnasia Hipopresiva
  • Rutina de abdominales hipopresivos

Complemente os abdominais a vácuo com outros exercícios:

Use os abdominais como complemento de outros exercícios. Isso ajudará a diminuir a gordura localizada e ganhar massa magra. Se sua intenção é perder peso, combine ainda uma alimentação mais saudável com exercícios aeróbicos.

E você não precisa deixar de fazer os abdominais tradicionais, já que eles têm um objetivo diferente. Enquanto os hipopressivos tonificam a barriga e diminuem a circunferência, os demais atuam no ganho de massa muscular.

Portanto, insira os abdominais a vácuo na sua rotina de exercícios e perceberá como eles podem ajudar a garantir sua barriga de tanquinho. Além disso, com tantos outros benefícios, seu corpo certamente vai agradecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *