Força sindical “28 de abril vamos parar o Brasil”

28 de Abril vai parar o Brasil.

[ads2]

As frentes sindicais estão convocando toda a classe trabalhadora para uma paralisação geral.

A paralisação organizada para o dia 28/04/2017 está sendo veiculada por todos os meios de publicações online e offline.  as classes sindicais promete fazer a maior paralisação ja vista.

Em oposição ao governo atual Michel Temer (PMDB), a esquerda promete resistir aos projetos de lei que visam atingir os direitos trabalhistas, aposentadoria  e a terceirização.

Esta convocação está sendo realizado pelas frentes sindicais ( CUT, CGTB, INTERSINDICAL, CSB, CTB E OUTRAS).

Segundo relatado nos jornais dos sindicatos, o governo quê que o povo brasileiro morra trabalhando.

 

” O governo quê que  agente morra de trabalhar sem aposentar

O governo diz que a Previdência é deficitária, mas é mentira! Ele manipula os cálculos! Só em 2015 teve um superavit de, acredite, R$ 11,2 bilhões de reais.

AUMENTO DA IDADE MÍNIMA 

Com a reforma da previdência, homens e mulheres só poderão se aposentar quando tiverem de 65 anos de idade. Hoje, á casos em que é possível a mulher se aposentar só 55 anos e homens aos 60.

MAIS TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

Para um trabalhador ou trabalhadora se aposentar terá de comprovar pelo menos 25 anos de contribuição. Hoje, a exigência  é de 15 ANOS.

49 ANOS PARA BENEFICIO INTEGRAL

O que é pior é que só terá direito ao benefício integral quem, com 65 anos, comprovar que também contribuiu 49 anos com a previdência, de forma ininterrupta.

FIM DA APOSENTADORIA ESPECIAL

Trabalhadores e trabalhadoras rurais, trabalho insalubre e em condições especiais, pessoas com deficiência e aposentadorias por incapacidade serão ferozmente atacadas.

ATAQUE ÀS PENSÕES

[ads1]

Na proposta do governo, fica vetado o acúmulo de benefícios. Não será mais possível acumular aposentadoria por morte, por exemplo: Haverá redução de 50% no valor das pensões por morte e, a partir daí será acrescentado 10% por dependente, como o limite de cinco filhos beneficiados.

AFETA QUE ESTA NA ATIVA

Eles querem que esta nova regra já venham para homens com menos de 50 anos e mulheres com menos de 45 anos. Os que tiverem acima desta idade entram numa regra de transição e poderão se aposentar pelas regras atuais, mas terá de contribuir com 50% a mais sobre o tempo que faltava para a  aposentadoria.

REFORMA TRABALHISTA ACABA COM DIREITOS HISTÓRICOS

O governo Temer pretende acabar com direitos históricos da classe trabalhadora, que hoje são Lei, garantidos na CLT.

FÉRIAS E JORNADAS AMEAÇADAS

Estão ameaçadas as férias de 30 dias, a jornada de trabalho de 8 horas diárias e 44 horas semanais, a participação os lucros  e Resultados (PLR) que poderá ser parcelada em quantas vezes quiserem os patrões e podem diminuir até o horário de refeição.

 

TRABALHO TEMPORÁRIO

O trabalho ficará ainda mais desregulamentado. O contrato de trabalho temporário passará a ter vigência de 4 meses e poderá ser prorrogado por igual período”.

[ads2]

 

OPOSIÇÃO DA DIREITA

NESTE JOGO DE EMPURRA E QUEBRA DE BRAÇOS ENTRE OS PODERES POLÍTICOS, ENTRA EM SENA O POLÍTICO DE MAIOR DESTAQUE EM RELAÇÃO A SUA GESTÃO ATUAL.

João dória, atual prefeito de são  Paulo já se posicionou a respeito desta paralisação do dia 28 de abril. Segundo entrevista a  Super Rádio AM,   o prefeito João dória (PSDB),  acredita que as reformas são necessárias, ele considera a lei trabalhista muito ultrapassada.

Por não apoiar a GREVE, o prefeito já avisou que funcionários públicos de são paulo que participarem deste ato de manifestação terão seus pontos cortados.

[ads2]

Leia também: Aeronautas ameaçam paralisação na véspera do feriado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta